Vale Sagrado dos Incas: Pisac e Ollantaytambo

Se engana quem pensa que a única construção inca que merece visita é Machu Picchu. Em volta de Cusco existem várias opções para você conhecer um pouco mais dessa grandiosa civilização.

Vou contar para vocês como fizemos os passeios:
Como fomos com a nossa filha, de 6 anos, sabíamos que teríamos que abrir mão de alguns passeios, pois tínhamos poucos dias e ia ficar cansativo, para ela e para nós. Resolvemos então não fechar nenhum passeio com antecedência (apenas o trem a as entradas para Machu Picchu) e deixar para ver as melhores opções em Cusco mesmo.
Só tínhamos uma obrigação: chegar na estação de trem de Ollantaytambo para seguir até Águas Calientes (base para Machu Picchu).

Foi assim que, chegando no hotel em Cusco, conhecemos 3 brasileiras que no dia seguinte iam fazer o passeio pelo Vale Sagrado. Elas também, contrataram o passeio lá, em uma agência quase em frente ao nosso hotel.
Fomos então até lá ver o que eles tinham. A agência é bem pequena, e se não fosse pelas brasileiras eu nunca teria fechado nada ali, mas eles tem várias opções de passeios.
O passeio mais vendido é: Pisac, almoço, Ollantaytambo e Chinchero (o mais básico). Fechamos o passeio com almoço, após negociarmos os preços, como é padrão no Peru. Pagamos em dólar mesmo e recebemos nossos vouchers.

No dia seguinte, conforme combinado, o mesmo vendedor estava pontualmente (08:45) na porta do nosso hotel para nos levar ao ônibus. A operadora vende passeio através de várias agências e todos se encontram em um local de partida, às 09:00h.

O grupo dessa agência nesse dia era apenas nós 4, e o Paul (tá, não lembro se o cartão é dele mesmo ou do outro rapaz que trabalha lá. Sei que a mesa dela é a primeira ! 😀 ) correu para entrar no ônibus e reservar nossos lugares, pois é claro que um sistema nada informatizado dá problemas. Afinal, ele vendeu tudo para a gente sem dar nenhum telefonema para saber se tinha vaga (só pensamos nisso depois!). Uma parte do grande grupo entrou no nosso ônibus e o restante seguiu com os guias para um outro ônibus, estacionado mais adiante. Não sei se demos sorte, mas nosso ônibus era bem novinho, por dentro e por fora, e não vi nada muito diferente disso.


1ª PARADA: Mercado de artesanato C´orai (na beira da estrada)
Duração: 15 minutos
Hora de esticar um pouco as pernas, tirar – mais uma – foto com a lhama e comprar – outra vez – artesanato. A parada também tem banheiro, mas não usamos.


2ª PARADA: Mirador Taray
Duração: 15/20 minutos
Hora de tirar lindas fotos do vale e do Rio Urubamba e, claro, comprar artesanato !


3ª PARADA: Pisac – Visita a uma loja que vende e fabrica peças em prata
Duração: aproximadamente 30 minutos, podendo variar.
Somos levados para o fundo de uma loja bem simples, onde eles mostram a fabricação das peças em prata, explicam e comprovam a pureza da prata de Pisac (que mesmo sem muito reconhecimento é a mais pura do mundo – pelo menos eles dizem) e nos ensinam como identificar a prata legítima. Tudo em inglês e espanhol.
Depois o guia nos dá um tempo para comprar alguma coisa na loja.
Não é uma atividade fácil, já que as peças não tem preço, que é sempre negociado ali na hora. Comprei anéis e brincos com a representação da Pacha Mama, a mãe terra.


4ª PARADA: Ruínas de Pisac
Duração: Aproximadamente 1:30h
O guia explica tudo sobre o local (fazendo paradas em pontos diferentes das ruínas), abre espaço para perguntas e depois dá um tempo livre, de mais ou menos 30 minutos.

– As ruínas de Pisac estão localizadas a 33 km de distância da cidade de Cusco e a 2972 metros de altitude
– Pesquisadores acreditam que a cidade começou como um posto militar para combater invasores, mas virou um centro cerimonial e residencial, que foi povoada desde o século X. Seu elemento central é o Templo del Sol, um observatório astronômico.
– As terraças de agricultura estavam passando por reformas, devido aos estragos causados na época das chuvas, no verão (foto 4).
– Nas 2 últimas fotos é possível ver uns “buracos” nas paredes. Elas túmulos/sepulturas incas. Infelizmente as múmias que ali estavam foram saqueadas, junto com outros objetos valiosos.

Aqui tem um vídeo de Pisac. Ele está com o áudio original, para vocês ouvirem o vento e a respiração ofegante do meu irmão (que estava filmando): um jovem saudável de 22 anos, que pratica esportes. Não tem jeito, falta fôlego, e ele e meu marido subiram correndo para dar tempo de ir até o topo antes da saída do ônibus !
Eu fiquei lá embaixo com a filhota, o tempo era pouco e a subida um pouco perigosa para ela. Talvez nós tivessemos subido se o tempo fosse maior, com mais calma.

5ª PARADA: Almoço – Restaurante Illary (Urubamba)
Duração: 1 hora
Nossa próxima parada foi para matar quem estava nos matando, Ufa !
O restaurante era simples, mas bem limpo e organizado, e também bastante variado (entre a comida típica e a cozinha internacional mais básica). Come-se o quanto e quantas vezes aguentar. Preferimos não arriscar nas comidas típicas, pois o ônibus não tem banheiro ! 😀 Já pensou ? rs
Tinha peito de frango, salada de macarrão, arroz… além de sobremesas no fundo do salão.
Na entrada você recebe um “passe-livre” (já que o almoço foi pago previamente, junto com o passeio) que é entregue na saída e caso queira bebidas, é só pedir ao garçom e pagar diretamente a ele (as bebidas grandes saem mais em conta, mas o preço é bem justo).

6ª PARADA: Ollantaytambo
Duração: Entre 1:30h e 2:00h
Mais uma vez o guia nos acompanha até o topo das ruínas e faz várias paradas explicando e contando curiosidades sobre o local e logo depois da 40 minutos livres.

– Ollantaytambo fica a 89 kilometros de Cusco e tem aproximadamente 600 hectares.
– o nome faz referência a Ollanta, o general inca que se apaixonou pela filha do 9º governante: Pachacútec. Ele foi forçado a abandonar a cidade, mas uniu-se a ela depois da morte de seu pai.
– o nome original da cidade era Qosqo Ayllu.
– a cidade é de grande importância na história peruana, devido à maior vitória inca sobre os espanhóis, que reconquistaram a cidade em 1537.
– os moradores se empenham em manter antigas tradições , como lavrar seus campos com arados rústicos
– há uma série de terraços escavados na pedra, feitos para proteger o vale contra invasores. Eles sobem a encosta da colina e vão até a Fortaleza Araqama Ayllu.
– as pedras da fortaleza vieram de uma colina nos arredores, movidas por rampas.

Na montanha em frente temos a representação do Wiracocha ou Tunupa:
– Ele era o guardião dos alimentos ali produzidos, que eram guardados na construção “em suas costas”.
“Acredita-se que o mensageiro de Wiracocha, sua fonte, o pregador peregrino do conhecimento, o conhecedor mestre do tempo, e descrito como uma pessoa com poder sobre-humano, um homem alto, de cabelo curto, vestido como um padre ou um astrônomo com uma túnica e um gorro com quatro pontas corners.Tunupa foi representado em um dos flancos rochosos da montanha chamada Pinkuylluna em um perfil esculpido gigantesca. Em seus detalhes pode-se observar cada uma das características iconográficas que são atribuídas a ele. Com um semblante triste e um olhar de censura, este rosto, trabalhou por homens e do tempo, tem vista sobre o abismo do penhasco que serve como seu corpo sobre o qual, quase imperceptível, que desenhou as mãos que parecem suportar a carga ou pacote que peregrino carrega”
*Trecho do livro Cusco and The Sacred Valley of the Incas – Editora Tankar E.I.R.L. – Peru, que é muito usado pelos guias e vende em inglês e em espanhol nas barracas do lado de fora de Ollantaytambo.


Aqui nos despedimos do grupo, que seguiu para Chinchero. Para não termos que pegar o trem de Cusco até Águas Calientes e chegar em Machu Picchu tarde, compramos nosso trem saindo de Ollanta, para dormir em Águas Calientes e subir bem cedo até Machu Picchu.

Dica: Vimos que muita gente comprou o trem Ollanta X Águas Calientes em uma transação só, e com isso tiveram que descer em Ollanta na volta e achar um meio de transporte para Cusco (taxi, ônibus, etc)
Nossa dica nesse caso é fazer duas transações: uma para a ida (Sacred Valley X Machu Picchu) e outra para a volta (Machu Picchu X Cusco). Fizemos uma compra seguida da outra e não tivemos nenhum problema ! 😀

Dos pés de Ollanta seguimos andando até a estação de trem. O guia nos indicou o caminho, mas tem placas indicando em que rua entrar. A estação fica no final dessa rua. Um pouquinho antes tem uma loja da Peru Rail, caso você tenha algum problema ou vá comprar seu bilhete na última hora. Ao lado da estação tem algumas lanchonetes simples e uma casa de câmbio, claro que com uma taxa nada amigável.
Uma fila se forma pela calçada, todos sentadinhos no meio-fio e quase na hora do trem chegar os seguranças abrem os portões e passamos a esperar dentro da estação.

Para esse trecho escolhemos o trem expedition das 19:00hs , mais simples e mais barato, já que era um percurso pequeno, 01:30h de viagem. Nele é servido apenas uma bebida (água, refrigerante e café) e um petisco.

NÃO ESQUEÇA DE LEVAR PARA O PASSEIO: Protetor solar, chapéu, bastante água e coisas para beliscar durante o dia (barra de cereal, frutas, biscoitos, etc).
Um casaco também pode ser importante, principalmente na volta, já que a temperatura cai no final do dia.

LEMBRETE IMPORTANTE PARA QUEM VAI COM CRIANÇAS: Pisac e Ollantaytambo, assim como todas as outras ruínas incas, não tem corrimão nem grades de segurança e há lugares bem altos. Tudo lá é exatamente igual como há anos atrás, portanto, MÃO DADA SEMPRE e muita atenção no caminho !

No nosso facebook tem mais fotos lindas! Passa lá ! 😉

By | 2014-07-16T16:47:31+00:00 março 14th, 2014|Categories: América do Sul, Cusco, Peru|Tags: , , , , , , , |42 Comments

About the Author:

Renata Luppi: Mãe, esposa, filha, irmã mais velha, inquieta, curiosa, viciada em chocolate e coca-cola e, acima de tudo, cheia de manias !!!

42 Comments

  1. Luiz 09/05/2017 at 12:23 PM - Reply

    Renata, parabéns pelos posts e muito obrigado pelas dicas!

    Como foi o passeio em Ollanta? Acha que vale a pena passar um dia lá? A princípio estou planejando fazer os passeios de Chinchero, Maras e Moray, dormir em Ollanta, visitar a cidade e ao final do dia, seguir para Aguas Calientes.

    Agradeço desde já pela ajuda!

    • Renata Luppi 18/05/2017 at 12:50 AM - Reply

      Oi Luiz !
      Ollanta é muito bonita.. o visual é lindo também. Mas um dia inteiro eu acho muita coisa. É basicamente as ruínas e a feira embaixo.
      Seguimos no último trem para Águas Calientes, para podermos subir cedo para Machu Picchu. Acho que valeria mais a pena ir para Águas Calientes não tão no final do dia, e conhecer a cidade, comprar o tíquete do ônibus para o dia seguinte e comer.. rs Só tem que ver como está a disponibilidade de vagas nos trens.
      Qualquer coisa, pode perguntar novamente !

  2. gabriel 22/03/2017 at 5:38 PM - Reply

    BOA TARDE, li que você pegou o trem expedition das 19:00hs.
    a viagem dura 1:30….
    depois você falou que comprou a passagem de onibus para Machu Picchu no mesmo dia… você sabe até que horas o guichê fica aberto? è tranquilo comprar assim que chegar do trem das 19:00hrs?

    Parabéns pelo post! muito explicativo!
    Foi difícil achar um site bom como o seu!

    Desde já agradeço!

    • Renata Luppi 22/03/2017 at 10:46 PM - Reply

      Oi Gabriel !
      Olha, não lembro mesmo até que horas fica aberto o guichê, mas de manhã acho que não tem problema em comprar o tiquete do ônibus, já que você já terá o tiquete de Machu Picchu. Vimos muita gente comprando lá na hora.

  3. AURELIO FIORILLO 03/02/2017 at 8:24 PM - Reply

    “compramos nosso trem saindo de Ollanta, para dormir em Águas Calientes e subir bem cedo até Machu Picchu.”

    Nossa dica nesse caso é fazer duas transações: uma para a ida (Sacred Valley X Machu Picchu) e outra para a volta (Machu Picchu X Cusco). Fizemos uma compra seguida da outra e não tivemos nenhum problema ”

    ENTÃO, minha intenção é fazer o tour por VALE SAGRADO terminando em OLLANTA e pegar um TREM até AGUAS CALIENTES e pernoitar lá.
    O QUE SIGNIFICA “Sacred Valley X Machu Picchu”? Não entendi. Está INCLUSO de AGUAS CALIENTES até MACHU PICCHU?

    Agradeço muito

    • Renata Luppi 15/02/2017 at 4:54 PM - Reply

      Desculpa Aurelio, seu comentário ficou junto com uma enxurrada de spams que recebi ! rs

      Esses nomes que eu coloquei eram os nomes das estações que constavam no site da Peru Rail. Sacred Valley era a estação de Ollanta (que agora aparece no site como Ollantaytambo mesmo) e Machu Picchu ainda é a estação da cidade de Águas Calientes, não mudou.
      Ai de Águas Calientes tem que pegar o ônibus pago a parte ou subir a pé.

      AQui nesse outro post listei as formas de chegar até Machu Picchu: http://bit.ly/2kqSLUO

      Espero ter ajudado.. e qualquer coisa pode perguntar novamente !
      Abraços

  4. Rodrigo Irala de Moura 13/11/2016 at 6:36 PM - Reply

    Olá! Parabéns por compartilhar as informações com a gente. Me identifiquei com o site porque vou fazer essa viagem com minha esposa e minha filha de 5 anos. Gostaria de saber como/onde posso deixar o carro em Ollanta? É uma cidade perigosa?
    Obrigado.

    • Renata Luppi 01/12/2016 at 4:41 PM - Reply

      Eita… essa é uma pergunta difícil… Ollanta é uma cidade super pequena. Na avenida que dá acesso ao terminal ferroviário parece ter uns estacionamentos pelo que vi no Google Maps, mas acho mais seguro mandar um e-mail para a Peru Rail e confirmar se é isso mesmo. Nem prestei atenção a esse datalhe quando fomos. Desculpa 🙁

  5. Patricia 29/03/2016 at 2:29 PM - Reply

    Oi Renata, adorei o post.Vou viajar em Maio e estou na dúvida do horário de ida, tbm vou pegar o trem em Ollanta. Vc acha que para quem faz o passeio do Valle pegar o trem as 15h30 é muito corrido?

    • Renata Luppi 04/04/2016 at 3:32 AM - Reply

      Oi Patricia, tudo bem ? Olha, pode ser arriscado. Vai depender muito do roteiro do seu passeio.
      Como só fechamos o nosso em Cusco mesmo e compramos as passagens de trem com antecedência, preferimos um horário de segurança… rs
      Você já fechou o passeio ?

      Beijos

  6. Roberta Freitas 22/01/2016 at 2:26 PM - Reply

    Oi Renata,
    Adorei as dicas. Vi que vocês pagaram uma diária a mais em Cusco e deixaram as malas lá, só levando uma mochila para o Vale Sagrado (e Machu Picchu). Vocês dormiram em Águas Calientes. Como foi o passeio à Machu Picchu? Vocês levaram a mochila? De lá vocês retornaram à Águas Calientes e pegaram o trem para Cusco no mesmo dia? Como foi? Qual horário do trem? Obrigada! 🙂

    • Renata Luppi 04/03/2016 at 1:40 AM - Reply

      Roberta, mil desculpas pela demora na resposta, mas viajei e fiquei sem acesso…
      Vamos lá !
      Sim, deixamos as malas no quarto em Cusco e dormimos em Águas Calientes. O Hostel, acostumado com esse tipo de viajante, guarda seus volumes durante o dia, ai só subimos com o essencial e buscamos na descida. Pegamos o trem de volta para Cusco no mesmo dia, mas voltamos por volta das 14:00, pq demoramos a comprar e esse era o horário mais tarde que tinha disponibilidade… 🙁 Por isso optamos por dormir em AC e subir beeeeeem cedo e voltamos no trem de categoria melhor.
      Tendo mais dúvidas, é só perguntar ! 😀

  7. Daniele 07/07/2015 at 9:17 AM - Reply

    Olá Renata!
    Que horas terminou a excursão em Ollantaytambo?
    Queria pegar o trem para Águas Calientes ainda com o dia claro, para apreciar a paisagem… você acha possível fazer essa excursão que você fez e pegar o trem ainda com o dia claro? Também poderia fazer isso na volta de Águas Calientes para Cuzco …
    Em que hotel você ficou em Cuzco?
    Muito obrigada!

    • Renata Luppi 28/07/2015 at 1:02 PM - Reply

      Daniele,
      desculpa a demora na resposta. Seu comentário acabou caindo no spam.
      Nossa excursão terminou por volta das 16:30, mas não conseguimos trem ainda com o dia claro. Fomos a noite mesmo, sem paisagem.
      Na volta de Águas Calientes para Cusco pegamos o trem panorâmico e ai sim apreciamos a paisagem.
      Meu hotel em Cusco me decepcionou tanto, que fiquei com tanta raiva e nem tirei foto… rs
      Foi o Hotel Royal Qosqo, em rua paralela à Praça das Armas.

      Desculpa pela demora mais uma vez !
      Bjs

  8. MARCELO N 22/06/2015 at 5:00 PM - Reply

    Olá Renata! Tudo bem? Sabe me dizer se em Pisac consigo TÁXI pra retornar a Cusco ou de lá seguir pra Ollantaytambo? Prefiro táxi a Van. Obrigado, Marcelo Nacer

    • Renata Luppi 24/06/2015 at 5:34 PM - Reply

      Oi Marcelo,
      desculpa a demora. Acredito que sim, mas não sei te indicar nada. Fui e voltei de trem e realmente não pesquisei essa opção… achei o trem mais garantido. 😉

      • MARCELO N 25/06/2015 at 3:55 PM - Reply

        Muito obrigado Renata pela sua atenção. Tudo de bom!

        • Renata Luppi 02/07/2015 at 12:50 PM - Reply

          De nada, Marcelo.
          Precisando, é só perguntar ! 😉

  9. Daniela 21/06/2015 at 12:21 AM - Reply

    Renata,
    Vc poderia me mandar um email com estas informacoes? me ajudaria muito
    dradanielaleandrini@ig.com.br

    • Renata Luppi 24/06/2015 at 5:36 PM - Reply

      Boa tarde Daniela,
      quais informações você gostaria ?

  10. Jessica Vedovato 11/06/2015 at 9:42 PM - Reply

    boa noite,
    gostaria de saber quanto tempo voce esperou na estacao para ir ate machu ´picchu, esse horario do trem das 19 é bom??
    att

  11. Jessica 11/06/2015 at 9:41 PM - Reply

    Boa Noite Renata,
    estou me programando para fazer o mesmo itinerario que voce mais estou confusa em que horario comprar o trem para machu picchu, voces ficaram esperando muito tempo na estacao?? as 19 vc achou tarde?

    Att

    • Renata Luppi 12/06/2015 at 5:09 PM - Reply

      Oi Jéssica !
      Olha, compramos esse horário pq não sabíamos que horas acabava o tour do Vale Sagrado. Fechamos o trem ainda no Brasil e o tour só fechamos quando chegamos em Cusco. Preferimos deixar um tempo para esperar, caso fosse necessário, do que correr o risco de perder o trem … rs
      Mas…ficamos por volta de uma hora, ou um pouco mais, na estação… Tudo vai depender do horário do seu tour…

  12. Olá Renata, adorei suas dicas. Tenho umas perguntas…Vc reservou hotel em Aguas Calientes com antecedencia? e o trem de Ollantaytambo para Aguas Calientes vc comprou com antecedencia?

    • Renata Luppi 09/06/2015 at 1:47 PM - Reply

      Oi Elisangela, que bom que você gostou !
      Reservamos com antecedência sim, mas foi cerca de 1 mês antes, e o trem é mais importante que o hotel, nesse caso… rs
      O trem, se você perder o horário que te serve, pode atrasar e muito a sua viagem, ou te deixar com tempo apertado para tudo.
      Águas Calientes tem vários hotéis. Deixando para mais perto, você vai ter menos opções, talvez mais caras, mas consegue… rs
      Beijão

  13. suzana 09/05/2015 at 8:28 PM - Reply

    Oi renata, eu comprei os ingressos de machu picchu e preciso comprar os tiquetes do trem, para ir saindo de cusco eu vi que tem, mas na volta só tem para ollantaytambo com chegada as oito da noite lá, eu quero muito saber se tem transporte a noite que eu posso pagar lá para seguir para cusco, vc sabe me informar.. grata.

    • Renata Luppi 11/05/2015 at 2:24 PM - Reply

      Oi Suzanna,
      ué, a volta só tem para Ollanta ?
      Você vai direto de Cusco para Águas Calientes ?

  14. Bruna ercoles da silva 26/04/2015 at 11:42 PM - Reply

    Oi Renata.. e qual o valor você pagou nesse tour? E qual o valor para ir de cusco a macchu picchu? Obrigada.

    • Renata Luppi 29/04/2015 at 2:42 PM - Reply

      Oi Bruna, tudo bem ?
      Pagamos cerca de 60 dólares por adulto, éramos 3, e a filhota não pagou. E com almoço incluso, só as bebidas eram por fora.
      Fomos com o ônibus desde Cusco e ficamos em Ollantaytambo no final do dia. De lá pegamos o trem para Águas Calientes.

      Beijão

  15. Maria Rita 06/03/2015 at 5:14 PM - Reply

    Oi renata lembrei de mais uma perguntinha rsrsrs…
    chegando em Poroy é tranquilo pegar um transfer para Cusco???

    graciass

    • Renata Luppi 08/03/2015 at 1:33 PM - Reply

      Oi Maria Rita,
      Pode mandar as perguntas ! 😀
      nos horários de chegada dos trens costuma ter bastante taxi na porta da estação. Não tivemos problema não.

      Beijão

  16. Maria Rita 04/03/2015 at 5:33 PM - Reply

    Oi Renata que maravilha encontrar seu blog! Já tava quebrando a cabeça sem saber se seria melhor fazer um passeio por dia ou daria para fazer em sequencia o vale , seguir para dormir e Aguas Calientes e ir para MP.

    vi que d´ppara ir e pegar o trem em ollanta; te pergunto esse horário de ollanta para aguas calientes as 19 é tranquilo.? é seguro viajar a noite?

    grande abraço e obrigada

    • Renata Luppi 04/03/2015 at 10:04 PM - Reply

      Oi Maria Rita, que bom que você me achou !
      Olha, achei o trem das 19:00 super tranquilo. Assim que nossa excursão saiu de Olanta, fomos caminhando até a estação de trem e ficamos lá esperando até o horário. Chegando em Águas Calientes, a estação de trem é bem no meio da cidade e vi policiais por ali, já que o trem vem cheio de turistas e a cidade só existe em função de Machu Picchu né… rs
      Mas não senti nenhuma insegurança, nem ao chegar a noite e nem ao sair do hotel ainda de madrugada para subir para MP.

      Se eu puder ajudar em mais alguma coisa, ficarei muito feliz !
      Abração !

      • Maria Rita 06/03/2015 at 3:35 PM - Reply

        Super valeu Renata!
        Já vou me aventurar assim também.
        Agora #partiu site da Perurail e tentar comprar os bilhetes

        Grande abraço
        Maria Rita

  17. sandra 11/09/2014 at 11:34 PM - Reply

    Olá, Adorei seu site, gostaria de saber se qdo dormiu em Águas, levou mala?
    Penso em fazer seu itinerário, mas e a mala no passeio do dia todo antes de chegar em Águas, fica no ônibus?

    Também queria saber se vc comprou os ingressos da cidade sagrada em Águas qdo chegou ou pela net? fico com receio de deixar para comprar na hora q chegar na cidade, porém tb tenho medo de comprar on line e não conseguir a excursão para Ollanta…

    Sandra

    • Renata Luppi 12/09/2014 at 11:33 AM - Reply

      Oi Sandra , tudo bem ?
      Levamos apenas mochilas e as malas ficaram em Cusco. Como era apenas uma noite fora do hotel, achamos melhor pagar essa diária em Cusco e não depender deles quererem guardar a mala por um dia.
      Na nossa excursão apenas nós e um outro casal não voltamos para Cusco. Mas tudo foi deixado dentro do ônibus sim. Na saída de Ollanta ele pergunta quem vai pegar o trem e vai voltar com eles. Você pega as suas coisas e segue para o trem. Só não pode perder o horário de saída do ônibus …kkkkk

      Quanto aos ingressos, dependendo da época em que você for, é mais garantido comprar pela internet, já que tem um número limite de visitantes. E você também vai ter que comprar os trens com antecedência. EU contei ai no post que deixei o trem para o final e acabei tendo que voltar mais cedo do que queríamos, já que os trens mais tarde já estavam esgotados.
      Mas…. vi muita agência vendendo ingresso para MP, mas não posso garantir que terá e nem que são legítimos.
      E quanto as excursões para Ollanta, acredito que você não vá ter problemas em conseguir, pois a oferta é bem grande !

      Espero ter ajudado e qualquer dúvida, pode perguntar ! 😉

      Beijinhos

  18. Joao Coelho 29/05/2014 at 9:48 AM - Reply

    Olá, gostei muito de seu relato de viagem, mas fiquei com uma dúvida, que horas exatamente você pegou o trem para Aguas Calientes depois do passeio?
    Muito obrigado pela atenção.

    • Renata Luppi 29/05/2014 at 9:54 AM - Reply

      Oi João, Obrigada !
      Saindo de Ollanta peguei o trem das 19:00, da classe expedition, para Águas Calientes.
      Qualquer dúvida, é só perguntar ! 😀

  19. sheila 21/05/2014 at 10:32 AM - Reply

    Achei bacana seus posts..estou querendo ir com meus 2 filhos de 6 e 8 anos e meu marido. tenho 10 dias livres, como vc distribuiria os dias , para nao ficar muito cansativo para eles. Iriamos final de Junho – Inicio de Julho/14 . Obrigada

    • Renata Luppi 21/05/2014 at 1:43 PM - Reply

      Oi Sheila,
      Obrigada pelo comentário. Posso te mandar um e-mail para te ajudar melhor ?

  20. […] Já a Peru Rail tem trens para a estação chamada Machu Picchu saindo de Cusco, Ollantaytambo e Urubamba. Optamos por comprar nossa ida por Ollantaytambo e a volta direto até Cusco, como explicamos aqui. […]

  21. […] contamos em nosso post anterior, sobre o Vale Sagrado dos Incas, resolvermos pernoitar em Águas Calientes e subir bem cedinho […]

Leave A Comment

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.