Aeroporto de Sydney: Como sair ou chegar até ele ?

Como sair de um aeroporto – e como chegar até ele – é uma parte da organização da viagem em que muitas vezes arrancamos os cabelos. Mas, Sydney como um todo, é de uma organização incrível, e no Sydney Airport não seria diferente!

Pesquisando aqui no aeroporto eu achei as seguintes opções para chegar ao meu hotel:

1) Carro alugado:

Bom, euzinha aqui não me aventuraria em terras de mão ao contrário estando sozinha ! Opinião minha, ainda mais depois de ter sofrido para apenas atravessar as ruas, andando, sem saber ao certo de qual lado os carros vinhas ! Cômico !

De qualquer forma, se essa é a sua opção, aqui está a lista de empresas que operam dentro dos terminais.

2) Táxi:

Essa é uma opção que eu só usaria em último caso. Táxi não é uma opção barata na Austrália, pelo menos para nós brasileiros que saímos perdendo na conversão da moeda. Mas, acho que no caso de uma família grande, valeria (continue lendo e entenda). Como eu estava sozinha, decidi descartar.

Cada terminal tem seu ponto de taxi e o valor médio pode ser obtido no próprio site do aeroporto, nesse link, que também informa os locais onde estão localizados os  pontos em cada terminal e os telefones das maiores cooperativas da cidade, para o caso de você querer deixar o seu pré-agendado.

3) Ônibus:

A linha 400 (Bondi Junction – Burwood) tem ponto tanto no terminal doméstico quanto no terminal internacional do aeroporto.

Para saber os horários e se você precisa pegar algum transporte complementar para chegar ao seu destino ou ao aeroporto, basta acessar o site do Sydney Buses.

4) Limousine:

A empresa Royale Travel possui espaços exclusivos e atende ao terminal doméstico e internacional.

O serviço precisa ser pré-agendado ou solicitado ao funcionário da empresa, ainda dentro da área de desembarque do terminal internacional (T1).

É proibido por lei que os motoristas ou agentes da empresa abordem os passageiros!

A empresa também tem vans, para até 9 passageiros.

5) Trains:

Esse talvez seja o mais popular e mais divulgado. Afinal de contas, ficamos livre do trânsito! O trajeto até a cidade leva, em média, 13 minutos.

O Airport Link tem uma estação no terminal doméstico e uma estação no internacional e o tíquete pode ser comprado na hora, nos guichês ou nas máquinas de auto-atendimento.

Se você estiver saindo do aeroporto, basta seguir as placas , que te levarão facilmente até a estação. No caso do terminal internacional, após passar da área do desembarque, basta sair para o lado direito e seguir as placas (FOTO 1).

Lembre-se de guardar em segurança seu bilhete, por ele terá que ser usado para sair da sua estação de destino, assim como em todo o sistema de trens de Sydney (e com isso eles verificam se você pagou a tarifa correta, de acordo com sua origem e destino). Caso contrário, a catraca não abre e você não consegue sair da estação.

Se você estiver indo para o aeroporto, monitores em todas as plataformas informam quais trens passam no aeroporto, não tem como errar (FOTO 3). Ele vai te deixar na mesma estação, mas, após chegar no aeroporto, você terá que ir até o segundo andar, para o embarque (novamente no caso do terminal internacional).

Para saber se as estações do Airport Link te atendem perfeitamente, consultar tarifas, horários, integrações ou tirar qualquer outra dúvida, acesse o site do Sydney Trains.

A tarifa para uma pessoa pode compensar, mas para uma família, ou até mesmo um casal, talvez não compense, já que chegamos super cansados depois de tantas horas de vôo: $17,20 (FOTO 2) ! Não esperava que fosse tão cara e me assustei quando tive que ir no aeroporto resolver um problema durante os dias em que fiquei em Sydney.

Cheguei em Sydney exausta às 9 da noite de um sábado. A mala já não era tão leve quanto parecia ser ao sair de casa. 24 horas  e 3 vôos depois, eu só pensava em tomar um banho e me esticar em uma cama confortável. Mas a cabeça só pensava nos 2 trens e na caminhada de cerca de 900 metros até o meu hotel ! 
Parei ali na área após o desembarque e fui trocar alguns dólares americanos pelos australianos .. já me rendendo ao táxi e ao rombo no orçamento, resolvi perguntar ao rapaz do câmbio quanto seria, mais ou menos, o táxi até meu bairro. A resposta eu apaguei da minha mente e só registrei a nova opção de sair/chegar ao aeroporto que ele me deu: Shuttle do próprio aeroporto. Tá, isso tem lá no site deles, mas sem muitos detalhes, nem qualquer site ou telefone útil. Aquelas palavras me pareciam mágicas ….

 

6) Airport Shuttle:

Seguindo a indicação do atendente do câmbio, fui até o Travel Concierge. Para quem desembarca no terminal internacional, ele fica saindo para o lado esquerdo, após passar pela área de desembarque (FOTO 1).

Um rapaz simpático me esperava e o preço do serviço fica estampado e é fixo. Meu único questionamento era: ele vai me deixar na porta do meu hotel ? Nenhuma andadinha sequer ? A resposta positiva foi música para os meus ouvidos, já que os $19 cobrados eram, pelo menos, metade da valor que eu pagaria em um taxi (FOTO 2).

Os shuttles são divididos e organizados de acordo com as regiões da cidade, não esqueça de perguntar ao atendente em quanto tempo sairá o próximo para o seu destino. Pagamento feito, ele te entrega a nota fiscal e o voucher, que será entregue diretamente ao motorista, e pede que aguarde ali mesmo, em uma área dentro do concierge. Em poucos minutos um outro funcionário apareceu para levar os passageiros até a área de embarque.

SUGESTÃO: Se for demorar, aproveita para dar uma passadinha na loja da Vodafone, ali do ladinho, compre seu chip de internet e já  avisa à família que chegou bem ! Paguei $29,00 por 3Gb de Internet. (FOTO 3)

O transporte é feito, na grande maioria, em vans, com um reboque fechado para as malas atras. Mas vi vários tamanhos de “carros” na área. Como o serviço pode ser agendado pelo site deles, terá um carro do tamanho da necessidade. O motorista passa recolhendo os vouchers e confirmando a localização dos hotéis, para traçar o melhor caminho. Pronto, agora é só relaxar e esperar chegar no hotel ! 😀

Para usar esse serviço do seu hotel para o aeroporto, você tem três opções:
– já comprar o tíquete de ida e de volta e deixar agendado;
– agendar pelo site;
– pedir que a recepção do seu hotel faça a reserva.

No meu caso, usei a terceira opção. Na recepção tinham cartazes oferecendo o serviço, mas também vi em algumas farmácias e lojas de conveniência (FOTO 4). O hotel fez a reserva 24 horas antes (na manhã anterior) e liga na hora para a empresa para confirmar o horário e a rota e te entrega um voucher. Feito isso, basta estar na porta do hotel uns 5 ou 10 minutos antes do horário marcado. Para quem tem vôo cedo, o primeiro horário é às 4:30, e ele pode te deixar no terminal doméstico ou no internacional, basta informar ao motorista.

AVISO IMPORTANTE: O terminal doméstico é bem distante do internacional ! Fique atento para não errar e perder o horário do seu vôo. Eles são tão distantes que existe um transfer PAGO entre eles  e o trajeto de táxi pode custar $20,00 !
Algumas cias áereas oferecem o transfer. Consulte e veja se no seu caso está incluso.
No site do aeroporto eles listam as opções para ir de um terminal ao outro.

MINHA OPINIÃO SOBRE O QUE É MAIS VANTAJOSO:

– estando sozinho, ou no máximo em 2 pessoas: o transfer do Travel Concierge
– estando em mais de 2 pessoas: táxi ou o serviço de carros da Royale

E você, já usou algum desses serviços? Conhece outra opção? Conta para a gente ! 😀

By | 2017-07-17T23:49:00+00:00 maio 23rd, 2014|Categories: Austrália, Sydney|Tags: , , , , , |6 Comments

About the Author:

Renata Luppi: Mãe, esposa, filha, irmã mais velha, inquieta, curiosa, viciada em chocolate e coca-cola e, acima de tudo, cheia de manias !!!

6 Comments

  1. Jarlene 25/04/2016 at 7:58 AM - Reply

    Obrigada Renata! Me ajudou demais..

  2. Mylena 02/02/2016 at 7:33 PM - Reply

    Olá Renata, tudo bom?

    Obrigada pelo post! Tenho uma dúvida: Sydney tem um unico aeroporto para voo domestico e internacional?

    Se sim, é muito longe a distância entre os terminais domesticos e internacional?

    bjs

    Mylena

    • Renata Luppi 04/03/2016 at 1:33 AM - Reply

      Mylena,me desculpe pela excessiva demora na resposta.
      É o mesmo aeroporto, mas terminais diferentes. O train (metrô deles) tem estação em ambos os terminais – acho que é o jeito mais rápido de ir de um para o outro.
      Desculpe novamente!
      Beijos

  3. Wellington 20/02/2015 at 9:38 AM - Reply

    Olá, muito esclarecedor, obrigado por postar estas informações. você saberia dizer se eles aceitam cartão no pagamento do voucher para o shuttle? obrigado

    • Renata Luppi 20/02/2015 at 1:16 PM - Reply

      Oi Wellington,
      fico feliz que tenha sido útil. Fui sozinha e cheia de dúvidas e achei que o post iria ajudar.
      Olha, só podia pagar em $, e eu troquei um pouquinho ali mesmo no aeroporto. Tem duas casas de câmbio bem em frente a saída do desembarque.
      Se eu puder ajudar em mais alguma coisa, é só gritar ! 😀

  4. Cecilia Soares 23/05/2014 at 10:38 AM - Reply

    Adorei o post! Muito claro e esclarecedor!!!

Leave A Comment

Captcha loading...

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/malainquieta/www/wp-includes/functions.php on line 3743

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/malainquieta/www/wp-includes/functions.php on line 3743